domingo, dezembro 24, 2006

vá-se lá tomar decisões... no NataL.

estava eu pleno das melhores intenções. pleno de graça. a ponto de cantar o "avé maria" , quando me entra a realidade porta adentro.

era a mais velha. a que mal provei. mas engravidei. disse ela até ao fim.

- tenho mais três irmãs. sou eu a primogénita. estamos todas a abrir-nos como româs maduras. prontas a soltar a semente que o fruto contém e que, os homens,em regra sorvem e cospem a seguir.


Katia Chausheva

aqui não é assim.

é a avó quem decide. decidiu. casarás comigo por ser eu a mais velha. os meus sobrinhos serão teus afilhados. como tu és afilhado do padre. ou não sabias?

(e não sabia mesmo. bruxinha de fazer doer a carne à gente! grávida ou não!)


- e as outras?

atrevi-me eu a perguntar.

- as minhas irmãs terão os mesmos direitos e deveres perante ti. só na forma não pode ser assim. afinal não és mouro, que eu saiba... ou serás?

e ria. a bom rir a engraçada!

sorri. como um palhaço triste e assim andei até à véspera de Natal.

estava organizado o casamento.




Anaïs Anaïs


nem nos véus. negros. tive eu opinão.

pior é que estava a gostar disso.

engano o de quem pensa que em mundo de muitas mulheres é o homem senhor.

malta. deixem-me rir!

elas são como os padres: sabem-na toda! mesmo!



at cathychurch.


em baixo à árvore ornamentada a pratas e a ouros casou-nos o pai-padre. e desejou-me sorte.


foi a primeira vez que me ri. ali. na cara dele .

nem piou.

a minha mãe não tinha sido convidada. não estava lá, portanto.

ah, mas as minhas mulheres sorriam. prenhes de mim e de uma alegria que me fazia pensar estar próximo de Deus.


urbangrey

até começarem a chegar os convidados para a recepção...

não vi mais do que a ti. aos teus cabelos! depois disso ceguei.

que raio de presente de Natal!

que faço eu contigo, minha sardenta ruiva?

meu amor!




fim de um salto: Natal e família!


Comments:
Feliz Natal a todos os que tiveram a paciência de voltar e aos que desistiram.

:)

Um óptimo Ano Novo!

depois. quando souber. eu conto-vos o meu.

Beijos e abraços.

:)
 
Olá!
Outro grande trabalho. Adorei.
Até sempre.
 
Assalta Banques!
é o maior traste que eu já conheci nos anais da blogosfera ... primeiro espicaças.nos ... depois deixas.nos aguados ... e quando a coisa aquece ... piras.te ,seu sacrista ( filho de padre! )!!!!!!!

que seja tudo por uma boa causa

bêjes e até!!!!!
 
*és - desculpa!
 
Fico a aguardar que contes.
Aguardamos, ansiosamente, os próximos saltos.
Um bom ano
 
Continuação de BOAS FESTAS! :)


Bom Ano Novo!


abraço.
I.
 
Um texto com laivos de Henry Miller...
 
Aqui, assim, Apeteço-te Felizes todos os dias, que não só estes em que todos transpiram a euforia que no resto do ano retraem dentro de si próprios.
É preciso construir os dias na Esperança de que a Luz faça o caminho para a Felicidade.
 
olha, li hoje

ehehhe

al-jib tem razão

bom 2007
 
Após em interegno obrigatório chego na saudade e deixo-te um sortilégio para iluminar o caminho até ao Alquimista onde te espero com amizade...

Mágico abraço
 
meu deus...que salto


brilhante.



esmagador.



beijos de um Pyano...



bom 2007.
 
Deixo um abraço(eu sou dos que não desistiram e por cá continuarei!:)

Feliz 2007!
Beijo.
 
Por cá vou passando.
Desejo-te um bom ano, dá-nos o prazer de um regresso breve.
Um abração
 
Volto sempre. A salto.
 
Saltimbanco

o li nessas pequenas férias amigo.
tens um humor pouco entendido.
(rsss)

cordda
 
Estou com saudades
de novos textos:(

ainda de volta do bolo rei, das rabanadas?:)

Um beijinho grande
e que voltes depressa.
 
Por cá continuarei a passar na esperança de acertar o passo pelo teu salto.
Um abraço
 
Enviar um comentário



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?