domingo, novembro 12, 2006

com pouco trabalho. no jardim.

Jean-Batiste Dege

consegui concretizar o sonho que me levara até ali, uns tenis nike.

comprei-os bem branquinhos contra a vontade do mulherio de preto. que se danassem! o esforço fora meu. e se o jardim ia devagarinho já o fogo que as incendiava acendia e apagava como um pirilampo noite a noite e mesmo dia a dia.

o mágico era eu.

andava com o ego mais inchado que fígado de bêbado. adiante. nunca me julguei santo e nunca acreditei nos tipos que se fazem disso.

o que eu estava era à beira do enjoo. de morenas. pior: de morenas vestidas de preto. rituais e outras cenas na floresta.

Theater Of Cruelty Noh Assakra

a velha-camafeu, que eu imaginava a arrancar cabeças a bonecas como quem come pipocas. desde tenra infância, lá me deu uma pilha de livros para ler.

como se me sobrasse ainda tempo! sorte era ser novo. sou ainda. mas nem sei como sobrevivi.

urbangrey

foi assim que a vi.. estando eu concentrado na leitura a olhar pela janela da biblioteca as cores de outono. caíram-me os olhos num garfo de árvore.

uma saia de ganga sentara-se no tronco.

nada de preto. só aqueles cabelos! a saia azul o top e a pele branca.

e eu babado a desmaiar de paixão como uma donzela! pronto a matar e a morrer por ela.

foi tiro e queda minha. sem ela sequer olhar para mim...

Comments:
sal

que paixão a primeira vista!!!!!

bom hein?


um abraço
della-porther
 
Pobres de nós, vulneráveis seres indefesos e incompreendidos. Vilipendiados em bocas andamos como volúveis e desprezáveis, não fora a excepção de tão, generosamente, bem seres tratado. Mas tu mereces essas provações que passas porque és suficientemente forte para aguentar.
Tem paciência.
 
:))

valha.nos aqui para soltar as paixões desenfreadas! eheheheh

boa noite!
 
A atracção não tem justificação aparente. Simplesmente acontece.
 
Mário

acordei com seu beijinho atrevido...e sabe? eu adorei.

outro

della
 
como sempre.....




_______________encantatório__________!
 
salti banques

é nã disse a mecêa p'ra dare o fora?
as bruxas deram.lhe quebrante ,hôme!
.
.
.
e mecêa nã acha qu'anda.me a lere demás?
.
.
mas ,encontrapartida ,quante mais mecêa está enredade do mulherie ,más a su escrita s'apura ...
.
pôs afique.se com um abrace!
 
O seu trabalho é espectacular. Teve uma ideia muito bonita em lançar para este espaço este tipo de trabalho. Pois comecei a lider com isto em Agosto e tenho visto muita coisa admirável e o seu trabalho tenho-o nessa conta. Tenho a certeza que este blog vai dar que falar, garanto. Basta manter esta linha, nada de (misturas), ele nesta linha vai muito bem.
Obrigado.
Quanto ao livro que diz ir comprar, pois não vá. Apenas digo aquilo para segurar o direito de autor. Nestas coisas nunca se sabe, não caha?
Muitos parabéns e pode contar com um fã dos duros, pode crer.
Um abraço.
 
Olá Saltimbanco

Adorei - deliciei-me com este texto.

Está com uma pureza maravilhosa. Bem que Ela poderia ter olhado para ti:))

Bom! Mas "foi tiro e queda"

Beijinhos com carinho

BoaSemana
 
saltimbanco

intenso!!!!

muito.

beijinhos
 
Então vejo que não estava errado, o cara proseia mesmo!!

Tu tava então babado a desmaiar de paixão como uma donzela! Adorei essa figura de comparação! Adorei o texto, cara. Valeu a pena voltar. E, oh, se valeu!

Seth, anjo sem asas
 
Saltimbanco

gosto de acompanhar essa histórias.

quero ver o final.

beijinhos


desire
 
Boa tarde!
Ao contrário do que sempre fiz, este não é um comentário personalizado.
Resulta da necessidade de informar o facto de passar a moderar os comentários no meu blog e de sugerir a tua visita, para perceberes as razões porque isso sucede.
A visita pode revestir-se de carácter utilitário, porque para além, de revelar o “modus operandi” de alguns “mirones” que andam na blogosfera, também identifica algumas identidades associadas a esses comportamentos.

É indispensável a observação dos comentários no post “pedra” do passado dia 1 deste mês.

Deixo a minha amizade e carinho nos moldes em que costumo expressar, para o teu caso concreto ( ou seja, em português corrente, da língua profunda, beijos, para quem é de beijos, abraços para quem é de abraços! )

Até breve, e defende-te de “tretas” destas.
 
Enviar um comentário



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?